Técnico em Nutrição e Dietética

Clique nos títulos dos FAQs para exibir os detalhes
O que Técnico em Nutrição e Dietética pode assumir pode assumir Responsabilidade Técnica?

De acordo com a Lei Federal nº 8.234/91, que regulamenta a profissão do Nutricionista, no art. 3º, inciso II, planejamento, organização, direção, supervisão e avaliação de serviços de alimentação e nutrição são atividades privativas do Nutricionista.
A Resolução CFN 378/2005 estabelece que a responsabilidade técnica no campo da alimentação e nutrição humanas é exclusiva do Nutricionista, não podendo ser assumida por outro profissional ou por preposto da pessoa jurídica.

O Técnico em Nutrição e Dietética pode prestar Consultoria, Assessoria e Auditoria?

De acordo com a Lei Federal nº 8.234/91, que regulamenta a profissão do Nutricionista, no art. 3º, inciso VI, auditoria, consultoria e assessoria em nutrição e dietética é atividade privativa do Nutricionista.

Quais as atividades do Técnico em Nutrição e Dietética? Essa é uma profissão regulamentada?

As Resoluções CFN n° 227/1999 e nº 312/2003 dispõem sobre o registro e fiscalização profissional, assim como atribuições dos Técnicos em Nutrição e Dietética, profissional da área de Saúde.
Até o momento não existe Lei que regulamenta esta profissão. 
Resolução CFN nº 227/1999: http://www.cfn.org.br/novosite/pdf/res/90_99/res227.pdf
Resolução CFN nº 312/2003: http://www.cfn.org.br/novosite/pdf/res/2000_2004/res312.pdf


Entrega de Carteiras Profissionais

Ocorreu na tarde desta quinta-feira (13/07), na sede do CRN-8, a entrega das carteiras profissionais para novos nutricionistas.

Leia mais [+]

Notícias

Estatuto da Criança e do Adolescente completa 27 anos

Importante para a proteção a crianças e adolescentes, desde 1990 o ECA tem sido apontado como um importante ordenamento democrático que trata, como direito fundamental, a garantia à alimentação<

Veja Mais
Curso de Técnico em Nutrição e Dietética é inspiração para voluntariado em saúde
CRN-8 Jovem inicia suas atividades com alunos das Instituições de Ensino Superior

A participação dos alunos contribuirá para a integração com as IES e para o fortalecimento institucional do Conselho

Veja Mais