Notícias

Como tornar a lancheira de seu filho saudável

Melhorar a qualidade do que vai no lanche da escola é obrigação dos pais

20/02/2014 | 00:48 | ADRIANO JUSTINO

Bombardeadas pela oferta de carboidratos e lipídeos, ao mesmo tempo em que tem se tornado cada vez mais escasso o consumo de fibras, as crianças estão no fogo cruzado da briga por uma alimentação saudável. E é na escola, com centenas de meninos e meninas reunidos, que os desequilíbrios nutricionais vêm à tona, tão logo são abertas as suas lancheiras.

A nutricionista Luciane Gonçalves de Lima, docente do curso de Nutrição da Faculdade Evangélica do Paraná e consultora de escolas, mostra por conhecimento adquirido na experiência, como é a “lancheira padrão” que as mães costumam montar para seus filhos. “Ela se resume a eventualmente uma fruta, suco de caixinha, biscoitos industrializados, produtos ricos em sódio, gorduras e açúcares”, diz ela, que é membro do colegiado do Conselho Regional de Nutrição (CRN-8), e autora do livro Alimentação Infantil: Receitas Nutritivas e Equilibradas, pela editora Juruá.

Saiba mais
A era dos ultraprocessados
Transtornos em sala de aula
Sugestões

Veja como são as lancheiras que as mães preparam e uma opção muito mais saudável

A lancheira-padrão que as mães montam

• Suco ou achocolatado de caixinha
• Biscoito simples e recheado
• Fruta (eventualmente)

Comentário: contêm produtos industrializados, ricos em sódio, gorduras e açúcares, conservantes, corantes, aromatizantes, acidulantes, entre outros. Mesmo os biscoitos doces são fonte de sódio, além de levarem açúcar e gordura hidrogenada.

Uma opção mais saudável

• Suco de fruta natural ou de polpa congelada ou bebida a base de leite
• Frutas, palitos de cenoura, castanhas
• Sanduíche de pão integral com queijo branco, torta salgada de legumes, biscoitos caseiros simples, cookies de aveia
• Bolos feitos em casa de farinhas ricas em fibras, como aveia, farinha de centeio, de trigo integral; e que tenham alguma fruta ou legume.

Comentário: essa alternativa traz opções naturais, sem aditivos químicos e ricas em nutrientes.

Bolsas geladas

A lancheira deve ser térmica, para melhor conservação dos alimentos. O ideal é colocar junto ao lanche uma pequena bolsa de resfriamento (que pode ser em gel reutilizável). Estas bolsas ficam no freezer até o momento de usar e conservam bem o lanche resfriado até o recreio.

Bomba-relógio

Salgadinho e bolo industrializados, biscoito recheado e refrigerante. Esta composição não é nada recomendada e deve ser sempre evitada, pois não contém os nutrientes necessários ao bom desenvolvimento infantil e pode levar ao aparecimento de doenças como hipertensão, obesidade, dislipidemias, diabete, entre tantas outras.