“A Horta do Zé Lelé”: diversão e aprendizado na alimentação infantil

quarta, 12 de dezembro de 2018 às 00:00:00
Sem Título-1.jpg

Lançado na semana do nutricionista deste ano, o livro de Maybe Cristina Milan Lemos alia elementos presentes no desenvolvimento das crianças, ligados à educação nutricional

A nutricionista Maybe (CRN-8 2515) trabalha em Nutrição Clínica. Já trabalhou em consultórios e ambulatórios e atualmente se dedica exclusivamente a escrever livros e ministrar palestras acerca da educação nutricional infantil. Em 2015, ela publicou seu primeiro livro, “Salada de Frutas”, enfatizando a importância dos alimentos na alimentação infantil. O CRN-8 entrevistou a autora, que falou sobre essa nova obra.

 

(CRN-8) Sobre o que é o livro?

(Maybe Cristina) O livro conta a estória de um senhor que ama plantar e cuidar da sua horta e, assim, se alimentar com produtos frescos e saudáveis. Porém, ele percebe que há algo de errado acontecendo, porque a sua horta amanhece toda bagunçada e com alimentos faltando. Então, ele se vê obrigado a bolar um plano para capturar o intruso que está fazendo toda essa bagunça na sua tão amada horta.

(CRN-8) Qual o público?

(Maybe Cristina) Ele é indicado para crianças de idade até 10 anos. Muitos pais compram e guardam, pois o tema do livro é atemporal e a edição é limitada.

(CRN-8) Qual a importância de ter leituras sobre alimentação saudável para esse público?

(Maybe Cristina) Como nutricionistas, sabemos da importância da alimentação saudável e da educação nutricional. Tratar o assunto com uma linguagem fácil, de forma divertida e lúdica faz com que as crianças se interessem mais pelo assunto. E, como nossos livros trazem sempre atividades, isso faz com que o assunto permaneça por mais tempo no dia a dia delas e da família. Crianças com dificuldades alimentares e que gostam dos personagens acabam aceitando melhor experimentar novos alimentos. Dessa forma, conseguimos ajudar a mudar hábitos alimentares e até mesmo hábitos de vida.

(CRN-8) De que maneira o livro pode ajudar as crianças a adquirir hábitos de vida mais saudáveis?

(Maybe Cristina) As crianças aprendem por imitação e a maioria delas gosta de animais. O livro mostra que os animais já sabem se alimentar de forma saudável, a natureza já os fez assim e nós humanos precisamos aprender com eles e com os nutricionistas, que são os profissionais que nos ensinam a comer de forma saudável. No livro, a personagem que faz bagunça na horta do “seu Zé” sabe que aqueles alimentos são saudáveis e que contém todos os nutrientes que ele e a sua família precisam para ficarem fortes e saudáveis. Eu gosto de misturar conteúdo com atividades, o livro vem com várias delas, sendo de colorir, desenhar, caçar palavras, um passo a passo para começar uma horta em casa e até um jogo da memória. Dessa forma o uso do livro se prolonga e a diversão é garantida.

(CRN-8) Como a abordagem é feita?

(Maybe Cristina) Eu sou uma autora independente, então, todo o processo de criação, publicação, divulgação e venda é feito por mim mesma. O livro é comercializado por meio de das redes sociais, e-mail ou whatsapp. Toda divulgação é feita de forma gratuita por meios de divulgação que tenham interesse em estimular a alimentação saudável e incentivar o hábito da leitura.

(CRN-8) Qual a motivação para escrever o livro?

(Maybe Cristina) Eu sou apaixonada por crianças e essa área sempre me cativou. Poder trabalhar levando informação para as crianças de forma divertida é muito satisfatório. Quando trabalhamos com crianças, percebemos que elas se interessam pelos assuntos e que levam o assunto da escola/consultório para casa, e dessa forma conseguimos expandir o conhecimento, pois a criança faz questão de contar as novidades para os pais e familiares. E é muito gratificante quando elas retornam e te dizem: “olha nutri, estou comendo fruta ou verdura, agora em casa estamos comendo menos gordura etc.”

O livro está tendo uma ótima aceitação pelas crianças, pais, nutricionistas e psicopedagogas. Tem um tema importante, uma linguagem fácil e várias atividades e, por isso, pode ser trabalhado de diversas formas, seja em sala de aula, em atendimento individualizado em consultórios, em casa, sozinho ou com a família. As atividades são estimulantes e ajudam na coordenação motora, memória e raciocínio. O livro é realmente uma excelente opção para presentear ou mesmo trabalhar a educação nutricional com as crianças.

(CRN-8) Quais as diferenças do seu livro anterior em relação a este novo lançamento?

(Maybe Cristina) Na realidade eles se complementam. O primeiro livro foi o “Salada de Frutas”, e nele trabalhamos a importância desses alimentos para a nossa saúde, por meio de de uma personagem chamada Marianinha. Ela achava que as frutas não serviam para nada, até o dia em que se machucou brincando com os amigos e acabou ficando presa no pomar da sua casa. Lá, ela vive uma experiência com as frutas e percebe que ela estava errada e que as frutas são muito importantes para a vida de todas as pessoas, bebês, vovôs e se torna uma incentivadora desse consumo. O livro “A Horta do Zé Lelé” é mais misterioso, aventureiro e ao mesmo tempo fala de amizade, companheirismo, saúde e família. A diferença principal é que focamos no consumo das hortaliças. Incentivando não apenas a consumir esses alimentos, mas também a colocar a mão na massa e ter sua própria horta em casa, mesmo que sejam apenas temperinhos. Para que as crianças sintam prazer de consumir um alimento que foi plantado, cuidado e colhido por elas mesmas de forma sustentável e sem agrotóxicos, favorecendo assim a sua própria saúde e também o meio ambiente.