Nutricionista realiza estudo pioneiro que melhora a qualidade de vida de paciente com câncer

quarta, 12 de junho de 2019 às 12:00:00
Probiotico foto google

Camila Brandão Polakowski (CRN-8 6951), nutricionista e conselheira do CRN-8, desenvolveu um estudo que melhorou a qualidade de vida e o tratamento do paciente com câncer, reduzindo inflamações, com menor número de complicações cirúrgicas, tempo de internação hospitalar e o tempo de uso de antibióticos.

A pesquisa estudou o intestino dos pacientes e verificou que havia alguns marcadores inflamatórios relacionados a imunidade. Com base nisso, eles trabalharam o problema para aumentar sua imunidade. “Os probióticos atuam na microflora, além de saber que alguns marcadores inflamatórios estão situados no intestino, pensamos em ofertar o probiótico anterior à cirurgia por 7 dias. Os resultados foram positivos”, relata Camila.

Além disso, outra pesquisa também está sendo realizada com pacientes ostomizados: a implantação de abreviação de jejum. O paciente toma uma bebida de maltodextrina duas horas anterior da cirurgia e inicia alimentação precoce no pós-operatório. “Estamos tentando implantar esse projeto baseado no ERAS (Enhanced Recovery After Surgery), um grupo europeu que publicou em 2005 um consenso a respeito de cuidados pré-operatórios. Baseados em estudos randomizados e controlados", afirma a nutricionista.

Os testes já iniciaram e os resultados foram menos inflamação, menor tempo de hospitalização e o custo hospitalar mais baixo. O trabalho foi aceito para publicação na Nutrition, Revista Internacional de Ciências Nutricionais e Básicas. “Os próximos passos ainda estão em estudo para avaliar o que o probiótico muda no tecido que é capaz dealterar esses marcadores”, finaliza.