Pinhão: saboroso e nutritivo

Conheça os valores nutricionais do pinhão

sexta, 05 de abril de 2019 às 10:00:00
Foto: Pixabay

Nesta segunda-feira (01/04), a venda do pinhão foi liberada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). O IAP – disse ao G1 Paraná – que o intuito de colocar uma data de início para o comércio e colheita é proteger a reprodução da araucária, árvore símbolo do Paraná. O ideal é que a colheita seja feita quando os pinhões caem no chão, pois já estão maduros e prontos para serem consumidos.

O consumo dessa semente de araucária oferece muito além da sensação de prazer que seu sabor traz. Do ponto de vista nutricional, o pinhão é rico em calorias. Seus principais minerais são: potássio, fósforo, magnésio, cálcio, zinco, ferro e cobre. “Por ser um alimento com muito amido, se torna calórico (200 kcal/100g) e isso fornece um suporte energético, principalmente no frio, quando necessitamos consumir um maior número de calorias”, diz a pesquisadora da EMBRAPA FLORESTAS, Cristiane Vieira Helm.

De acordo com a pesquisadora, essa semente contém uma boa quantidade de fribas alimentares que são benéficas para o bom funcionamento do intestino e auxiliam no trânsito gastrointestinal, prevenindo o câncer de cólon. “Como é processado e metabolizado de forma semelhante às fibras alimentares, pode ajudar a estabilizar o açúcar no sangue, melhorar a sensação de saciedade e melhorar a saúde digestiva”, complementa.  

A casca do pinhão contém compostos fenólicos que apresentam considerável ação antioxidante. E como, geralmente, ele é consumido cozido, os compostos migram da casca para o interior da semente. E isso, segundo Cristiane, reflete em benefícios para a saúde humana e está associada ao aumento da longevidade e à redução na incidência de doenças crônicas não transmissíveis e alguns tipos de câncer. Outro benefício associado a esses compostos é a manutenção da integridade estrutural das moléculas e das células, protegendo, assim, o organismo contra danos no DNA, estresse oxidativo, e consequentemente envelhecimento precoce.

Ele pode ser consumido de diversas maneiras, e para ajudar as pessoas a diversificarem seu uso na gastronomia, a pesquisadora Cristiane Helm, juntamente com a professora de técnico em nutrição, Fátima Negre produziram o livro “O Pinhão na Culinária”, que traz 100 receitas doces e salgadas.

Aprenda agora uma dessas receitas:

Pão nutritivo de pinhão com cereais:

Ingredientes

6 e ½ xícaras (chá) de farinha de trigo

1 xícara (chá) de farinha de centeio

2 xícaras (chá) de pinhão cozido e triturado

3 colheres (sopa) de margarina

3 colheres (sopa) de mel

2 colheres (sopa) de açúcar mascavo

2 ovos inteiros

1 tablete de fermento biológico

2 xícaras (chá) de água

2 xícaras (chá) de leite

1 xícara (chá) de farinha de trigo integral

1 xícara (chá) de aveia em flocos

Sal a gosto

Modo de Preparo

Bater todos os ingredientes na batedeira. Adicionar o pinhão aos poucos e deixar a massa crescer por 30 minutos. Modelar os pães, borrifar água e passar aveia em flocos. Colocar em uma forma untada e polvilhar farinha de trigo, deixar crescer por mais 30 minutos. Assar os pães por 40 minutos e servir. 

Bom apetite!